Pão de “Beijo”

IMG_1435

Pão de “Beijo” é o carinhoso nome para uma versão vegana do tradicional pão de queijo mineiro.

Muito saboroso, mais saudável e ético que o tradicional, por não levar nenhum ingrediente derivado de animal, este pãozinho tem o característico puxa-puxa do original!  Ao fazê-lo sem leite ou queijo animal, nem ovos, este pão de “beijo” revela que o seu gostinho azedinho característico vem do polvilho e não do queijo! Muito mais amor e vida, sem lactose, sem colesterol, sem glúten e sem sofrimento animal!

Para fazer a alegria das crianças e adultos, uma receita simples e prática,  um alimento tão característico brasileiro em uma versão vegana, que alimenta o corpo e a alma, nos proporcionando o contato com sabores e lembranças que nutrem também nossas memórias afetivas. Porque não consumir produtos de origem animal significa escolher menos sofrimento e mais criatividade para preencher o mundo com mais vida e amor. Escolher com mais consciência, com mais respeito, com mais informação… escolher o que é bom, bom para todos!

RECEITA  do Pão de “Beijo”

ingredientes:

200 g de polvilho doce;

300g de polvilho azedo;

500g de mandioquinha cozida e amassada ( tipo purê);

150 ml de água quente;

150 ml de azeite extra-virgem;

3 col. de chá de sal marinho.

Modo de fazer:

Em um bacia grande,  misture primeiro os polvilhos e o sal. Acrescente o azeite e misture até formar uma farofa homogênea. Adicione a mandioquinha e a água aos poucos, amassando com as mãos até incorporar tudo em uma massa homogênea. Molde as bolinhas, distribua numa forma com um espaçamento de 3 cm entre elas. Asse em forno pré-aquecido até crescerem e dourarem. O tempo varia de forno para forno, sugiro uns 10 min para pré- aquecer e uns 40 min para assar. Forno em temperatura média ( 180°C a 200°C) .

Obs 1: esta receita de massa é basica, a ela podemos somar sabores, como orégano e outras ervas secas, temperos a gosto, como tomilho, salsa e açafrão ou também azeitonas picadinhas. Como variação da receita pode-se usar mandioqunha apenas ou outro purê, combinando por exemplo batata e cenoura. Fica uma delícia!

Obs 2: Para armazenar, pode-se congelar as bolinhas e assá-las direto sem descongelar, apenas vai demorar um pouco mais no forno. Pode-se também guardar a massa pronta na geladeira (ela pode ficar até uma semana na geladeira), apenas amasse um pouco  a massa antes de moldar e assar.

Cesta de café da manhã Vegana!

Eu amo o café da manhã!!! Sempre gostei daquelas mesas fartas, tipo “café da manhã de hotel”,  ou um bom café colonial, com tudo lindo e pronto para a gente se deliciar tranquilamente, e começar o dia super alimentado! Mas para quem não consome produtos de origem animal,  encontrar opções em uma padaria comum já é difícil, essa fartura, então, ainda não é fácil, pelo menos aqui no Brasil, interior de São Paulo. Por isso eu fiz esta cesta, com muito capricho e amor! Foi uma encomenda, um presente, uma oportunidade  e uma honra pra mim, finalmente reunir todas as “delícias de padadria” que venho desenvolvendo em uma  cesta charmosa, arrematando a decoração com raminhos frescos de hortelã e erva-cidreira, que além de bonitos e aromáticos,  proporcionam um chá muito saboroso. O aniversariante e sua família gostaram muito,  e eu agradeço de  coração  por ter conseguido criar algo que permite desfrutar desse farto café da manhã, com pães, bolos, geléia, queijos e leite, tudo 100%  natural, artesanal e  sem nada de exploração animal!!!

IMG_2568

IMG_2567IMG_2571

Na cesta tem: pão integral 100% com sementes de linhaça e girassol, pão 100% integral adocicado com castanhas e uva-passa, cupcakes de cacau e amêndoas, cupcakes de banana e canela, salada de frutas, aveia, leite de côco e amêndoas,  geléia de morango, queijo branco de tofu, queijo de tomate seco e tofu, queijo de macadâmia e tremoço e requeijão tofupiry. ;-))))

Pizza!!!

Image

Pizza é praticamente uma unanimidade! Seja entre adultos ou crianças, todos apreciam esta iguaria de origem italiana, hoje já bem adaptada ao gosto dos brasileiros. A pizza é um prato único, com toda sua simplicidade e, ao mesmo tempo, variedade! A base é um disco de  massa de trigo assada, sobre a qual o “recheio”  vem sempre junto com o molho de tomate, orégano e o queijo. E nas pizzarias por ai, não é tão comum encontrarmos queijos vegetais… Ainda!!! Mas enquanto o mundo ainda não é todo vegano, aproveitamos a vontade de comer pizza para reunir amigos e  fazer nossas pizzas em casa! É mais barato,  fácil e divertido, e ainda  podemos exercitar a criatividade experimentando novas possibilidades de combinações de recheios e sabores.

Aqui em casa fazemos a massa, o molho e os queijos mas, assim como o molho de tomate, hoje já é possível encontrar pra comprar algumas boas massas de pizza sem nada de origem animal. Quanto ao queijo, já existem também algumas opções de marcas de queijos vegetais no mercado, como o Mandiokejo e o Tofutti mas aqui em casa usamos ou o tofupiry (fácil e rápido de fazer, veja nas “Receitas”) ou simplesmente macadâmia ralada por cima de tudo – e fica muito bom!!!

Depois de ter os ingredientes prontos, é só aquecer o forno, montar cada pizza com sua mandala de cores e sabores, assar e se deliciar!!!

Esta da foto é de abobrinha em rodelas, azeitona verde, tomate em rodelas, gergelim, milho verde, orégano, molho de tomate e pelotinhas de tofupiry! Hummmm…

 

 

 

Abóbora!!!

Hoje fiz duas delícias com abóbora: uma sopa cremosa e uma caponata assada de berinjela. E a casa ficou perfumada e aquecida, com a sopa no fogo e a caponata no forno!

Image

A sopa fiz com abóbora seca, aquela “cor de abóbora” bem vivo e cozinhei junto com batata; depois que bati no liquidificador, finalizei com azeite, alho e manjericão… simples e perfeito!

A caponata foi uma experiência culinária de fazer diferente uma receita que já refiz mil vezes! E hoje,  juntar alcaparras com… berinjelas, cebola, tomate, cheiro verde, orégano, azeite e abóbora cabotchã, que depois de quase uma hora no forno, ficou cremoso, surpreendente e delicioso!!!

Realmente a berinjela e a abóbora estão entre as preferidas pra mim em termos de versatilidade, presença e sabor. Amo!!!